Seja bem-vindo. Hoje é

10 de out de 2009

Preciso de mim



Preciso da paz de um céu sem nuvens,
do chegar das ondas aos pés de quem caminha
na busca de um sonho perdido, sem metas

Sentir a vida descansar
ao som da natureza,
onde eu possa ouvir o eco
da saudade no arco-íris

Voar como águia até o mais alto do sentir,
recarregar a alma gasta do incessante clamor,
trocando as vestes das dores, pela leveza das cores

Quero o silêncio do nada aprisionando meus caos,
formando barreiras na solidão estática,
transgredindo no tempo o que não me satisfaz


Conceição Bentes
Publicado no Recanto das Letras em 30/09/09
Código do Texto: T1839503

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E-book