Seja bem-vindo. Hoje é

10 de nov de 2010

'IR EMBORA'


Esse ir embora só me faz sentido
quando sequer me sei aonde vou
com meu corpo baldio já perdido
da sombra de si mesmo
como um vulto apagado
do outro lado esquecido
pelo lado em que estou.

Partir é não saber se vou chegar.
Ir apenas é tudo o que interessa.
Chegar é não partir e não voltar.
Como um rio que escoa
e seu cantar não cessa,
entre as dobras do mar
com a calma da pressa.

Pode ser minha pressa de agora
minha a pressa de nunca chegar
esse jeito de amor indo embora
bem na hora do amor regressar.

Afonso Estebanez

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E-book