Seja bem-vindo. Hoje é

20 de mar de 2009

SIC TRANSEO (pelo menos um poema amargo)


Idólatra de minha inteligência,
a sós minh’alma hipócrita conspira...
Madrasta da razão sem consistência
de minha primogênita mentira.

Basta rasgar as vestes da aparência
e ver que é resto efêmero o que inspira
meu ser nessa promíscua convivência
do amor que odeia na afeição da ira.

E, traidores de mim, meus inimigos
afagam-me como anjos pervertidos
para render-me a alma bajulada...

Por isso é que essa lida me convém:
de ter a glória de não ser ninguém
e de viver sem precisar de nada...

A. Estebanez

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E-book