Seja bem-vindo. Hoje é

17 de mai de 2009

FANTASMAS DO AMOR


Se perceberes que há alguns fantasmas
no véu do quarto escuro de teu coração
não grita e não acende a luz nem chora.

Sustenta essa frieza que é da tua calma
porque os vultos são teus pensamentos
procurando no escuro pela minha alma.

E se sentires de manhã os passarinhos
em larga evolução de cânticos de amor
no ouvido das anêmonas de teu jardim,

não os espantes e não perde tua calma
eis pois sou eu cantando para tua alma
que a saudade deixou dentro de mim...

Afonso Estebanez
(Dedicado carinhosamente à amiga
Irlene Chagas *A Poetisa do Amor*)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E-book