Seja bem-vindo. Hoje é

21 de mar de 2009

PERDÃO DE AMOR


Passo noites bordando com retalhos
pedaços dos momentos de ternuras
com que fiz das estradas os atalhos
perdidos entre estrelas de venturas.

Não sei o que falar dos espantalhos
que falaram de mim essas loucuras
de caminhar no céu entre cascalhos
por amor e prazeres de aventuras...

Jamais pensei que dor doesse tanto
de amor e que de mero desencanto
padecesse de espinhos minha flor...

Levo culpas, mas não resta culpada
minh’alma por princípio inocentada
perante um justo tribunal de amor!

A. Estebanez
(Poema dedicado à poetisa
Glória Maria de Anchieta)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E-book