Seja bem-vindo. Hoje é

20 de mar de 2009

PÁSSAROS NOTURNOS – 2



Há um corvo sobre o mundo
há o corpo de um moribundo
e um contra-senso profundo
nesse aquém de além do mar...

Há os pulmões sem o fôlego
os tropeços sem os trôpegos
há os atropelos sem tráfego
e um passado ainda a passar...

Há veredas de luz na direção da lua sobre o mar
a ponte movediça e esse final de rua nua de luar
e os desesperados de amor cansados de esperar...

Há a sombra do horizonte
as paixões de Anacreonte
há os sonhos dos amantes
e há corpos para enterrar...

E há um pássaro noturno
que não têm onde pousar...

A. Estebanez

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E-book