Seja bem-vindo. Hoje é

21 de mar de 2009

PAIXÃO DE INFÂNCIA


Ah, namorada da infância
concebida em flor de mel
ancorada-me à lembrança
dos barquinhos de papel...

Concebi rotas dos ontens
do amanhã nunca eu vivi
senão de meros instantes
nos quais de tantos morri...

Por acaso quis perder-me
porém nunca eu me perdi...
E no acaso de esquecer-te
foi que nunca te esqueci...

A. Estebanez
(Dedicado à poetisa Mariza Alencastro
– “Luna” – por sua lavra de ternura)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E-book